Turma d'Os amiguinhos

sábado, Setembro 15, 2007

Aqui estamos nós outra vez... Mais um ano lectivo a iniciar. Foi hoje, dia 14 de Setembro, que tudo aconteceu. A presidente do Conselho Executivo falou para todos nós. De seguida foi o reencontro dos colegas, do professor... Foi uma grande azáfama... Sentia-se o contentamento e o nervosismo no ar. É bom rever os nossos amigos. Aproveitamos para desejar a todos aqueles que visitem este blog... UM BOM ANO LECTIVO Para completar este primeiro artigo do ano lectivo 07-08 deixamos aqui a lista de material pedida pelo nosso professor. Até breve.


Lista de Material para a Turma 4.º 2.ª
(Ano Lectivo 07-08)


1 capa preta de lombada larga com elásticos;

1 Dossier de lombada larga de 2 furos;

1 maço de folhas pautadas A4;

1 maço de folhas quadriculadas A4;

2 cadernos de capa amarela pautados A5;

2 cadernos de capa preta (pautados) A4;

1 caderno de capa preta (quadriculado) A4;

2 esferográficas azuis;

1 esferográfica preta ;

1 esferográfica verde;

2 lápis n.º 2 ou lapiseira 0,7;

1 afia lápis com caixa;

2 borrachas;

Régua de 30 ou 40 cm;

1 compasso;

1 transferidor;

1 cx de canetas de feltro;

1 cx de lápis de cor;

1 cx de lápis de cera;

1 cx de plasticina;

1 tesoura;

1 cola

1 dicionário (de preferência da texto editora);

Sapatilhas para a Ed. Física

Livros

4.º Ano

Projecto Júnior (Texto Editora)

Colecção Sara e Nuno (Impala Editores):

Gramática

História e Geografia de Portugal

Uma Aventura… Entre as duas margens do rio"

3.º ano

Fio de prumo: Matemática (Porto Editora)

Fio de prumo: Estudo do Meio (Porto Editora)

Amiguinhos: Língua Portuguesa (Texto editora)

Uma Aventura… Entre as duas margens do rio"

Nota: Todo o material deve ser entregue ao professor com o nome do aluno. No caso da criança ter algum material requi-
sitado de anos anteriores não é necessário comprá-lo.

terça-feira, Julho 17, 2007

A nossa Turma...

Ao longo deste ano foram-se escrevendo neste blog vários textos sobre os mais variados temas. Por esse facto a Turma dos Amiguinhos concluiu que deveriam ser apresentados a todos os visitantes deste blog os "artistas" do mesmo. Assim, neste final de ano lectivo foi pedido aos vários elementos que constituem a nossa turma que fizessem o seu "auto retrato" e ... Aqui estão eles (lamento não estarem todos mas nem todos os "Amiguinhos" me entregaram o seu trabalho!!)

Ariani

Catarina Nunes

Catarina Dias

Catarina Silva

Claudiu

Denilson

Érica

Fábio

Inês

Jéssica Moreno

Jéssica Alexandra

João

Leandro

Licia

Rodrigo

Sandro

(Sem nome)

Porque ao longo dos tempos se vão criando laços de amizade, já sinto a falta dos "Bons dias" em coro ou da azáfama do dia-a-dia afim de poder dar a matéria. Enfim, é o dilema de qualquer professor: Quando está em tempo lectivo está cansado e quer chegar às férias e quando estas estão a chegar já sente saudade das "suas" crianças.

De qualquer forma quero daqui desejar umas férias Muito Boas a todos os meus alunos e seus respectivos familiares...

Que estas férias sejam recheadas de momentos felizes para encherem os vossos corações e para quando nos reencontrarmos na escola eu poder ver um sorriso do "tamanho do Mundo" em cada cara dos meus "Amiguinhos".

Até Breve e Boas Férias!!

P.S. Aos elementos que não têm aqui representado o seu auto retrato e que mo queiram fornecer é só contactar a escola...

domingo, Julho 08, 2007

Ser amigo é...


S de sensível
E de exemplar
R de racional


A de amável
M de meigo
I de inteligente
G de gentil
O de opinião


Jéssica Moreno


Ser amigo é divertido
Divertido é brincar
Brincar com os amigos
Amigos do professor


Diogo 19\3\07


Ter um amigo é divertido
Divertido é cantar
Cantar com os amigos
Amigos que ninguém os esquece.

Ter um amigo é divertido
Divertido é brincar
Brincar com os amigos
Amigos do coração.

Amigo do coração
Coração que bate, bate
Bate o tambor
Tambor para tocar.
Catarina silva 19/03/07


Amorosos
Meigos
Imaginativos
Giros
Úteis
Incriveis
Novos
Humildes
Obedientes
(Só às vezes!!).

Catarina Chaiça

19\3\07




Ser amigo é:
Alguém de quem nunca
nos devemos separar

Licia 19/3/07




Ser amigo é divertido
Divertido é brincar com os amigo
Amigos que eu amo muito

Hélder 19/03/07




Sala
Escola
Rodrigo

Amizade
Música
Inglês
amiGos
carinhO

Érica
Diogo
Iuri
Vida
Esperto
Romântico
Ténis
Intervalo
Dados (de pessoa)
ComputadOr

Rodrigo

terça-feira, Junho 19, 2007

A Turma dos amiguinhos...






A turma dos amiguinhos

Em Setembro de 2006 surgiu a "Turma dos amiguinhos".

Com muito orgulho o Prof. Arnaldo Sousa construiu a nossa

turma .

E também conseguiu conquistar 22 alunos.

Durante o ano as alunas e os alunos de Arnaldo Sousa não o

deixaram

descansado nem um segundo... Andavam sempre

mas sempre a dar -lhe beijinhos.

Érica Batista

A minha turma

Num dia de Setembro de 2004 foi quando entrei para a escola.

Fiquei envergonhada e até comecei a chorar depois o meu professor

chamou-me e eu lá entrei na sala.

De seguida apresentámo-nos uns aos outros e eu fiz muitos

amigos. Entretanto, decidimos que a nossa turma era a dos golfinhos.

Após ter passado algum tempo chegámos ao 2.º ano, aprendemos

muitas, mas muita coisas!!

Foi então que chegámos ao 3.º ano e ainda aprendemos mais coisas...

Ah! Esqueci-me de dizer os nomes dos meus colegas que são:

o André; a Ariani;

a Catarina Silva, a Catarina Chaiça, a Catarina Dias; o Cláudio; o Diogo;

a Érica; o Fábio; o Hélder; a Inês, o Iuri; a Jéssica Alexandra; a Jéssica

Moreno, o João; o José; o Leandro; o Rodrigo; o Denilson e, finalmente,

eu, a LICIA.

Também mudámos o nome da nossa turma que agora é a

"Turma d'Os AMIGUINHOS".

O nosso professor chama-se ARNALDO.

LICIA

DIA 19/6/2007.

ADEUS AMIGOS.

BEIJOS.



A minha escola


No dia 22 de Setembro cá vim eu toda feliz porque a minha amiga Nádia me acompanhou na E.B.2/3, a escola do 5.º ano.
Lá nós brincámos, bebemos água, fingimos que eramos estudantes e levavamos livros... Foi muito divertido!
No dia seguinte eu fui para a escola, mas estava com medo porque eu não conhecia ninguém, só conhecia a Nádia (que não podia ser da minha turma!!).
Mal cheguei a sala eu comecei a chorar. Mas quando a minha mãe se foi embora eu vi um teatro que era "os músicos de Bremen". Foi muito divertido e foi uma experiência fantástica...
E a Turma dos Amiguinhos também é fantástica...

Beijos da Catarina Chaiça




O que aprendi na escola...
Eu aprendi muita coisa na escola.Gostei muito de ir à Torre de Belém.
Quando chegámos da visista de estudo, jogamos à "forca": raparigas contra rapazes. Ganharam as meninas. A ultima a responder foi a Catarina Silva.
Também gostei das experiências que o meu professor fez!
Pôs água e azeite num frasco e começou a ter muita gordura, bolas de azeite e assim verificámos que a gordura não se mistura com a água.
No terceiro ano adorei fazer contas de passar de metro para decimetro, metro a centimetro e etc.
A Turma d'Os Amiguinhos é espectacular e somos todos amiguinhos.
Por isso o meu professor escolheu o desenho do Ruca.

CLAUDIU PALADE
19\6\2007


A minha escola.

Este ano estudámos muito e trabalhámos sem parar.
Ate que criamos um nome para a Turma dos Amiguinhos e nós todos gostámos muito deste nome foi "bué" fixe ter um nome assim.

João Francisco
19/6/2007



A turma d'Os Amiguinhos

Certo dia ,quando entrámos para o 3.º Ano o professor Arnaldo disse:
-Vamos dar um nome à nossa turma.
E foi uma grande confusâo.
-Vamos fazer por votos! - Disse ele
Foi então que começaram a dizer:
- Piratas,malucos, amiguinhos...
Todos votaram e o que venceu foi Amiguinhos.
E cá estamos nós...


Hélder
19/06/07


O fim do ano

Hoje é dia 19/6/07 e o ano está quase a acabar. Eu vou sentir muita falta do meu professor Arnaldo. Eu gosto muito, muito, do meu professor.
Eu também gosto muito das minhas amigas Licia, Inês, Catarina.ch,Catarina.S,Catarina.D,Jessica.A,Jessica.M.
O que eu mais gostei de aprender foi o Perímetro e a Área.
Este ano foi refixe.

Ariani
19/6/07

quarta-feira, Maio 23, 2007

Texto Colectivo "O Paxotá"

Um dia vi um paxotá muito sorridente. Só que havia um problema nele... Ele queria voar mas... Não tinha asas.

Então resolveu entrar numa oficina.

O dono da oficina disse: - Duas asas custam 400 € . O Paxotá respondeu: - Tanto dinheiro?!! Eu vou procurar outra oficina onde seja mais barato.

- Não, Não!! Eu faço-lhe um desconto. - Respondeu o dono da oficina continuando - Fica por 200€. Foi então que Paxotá respondeu: - Está bem, aceito!! E assim o Paxotá, que era feito de madeira cor de rosa, com os seus olhos azuis, ficou tão feliz que se transformou em Pinóquio e logo combinou com o mecânico a hora da consulta.

De seguida tomou o caminho para casa afim de beber paxoleite (que era leite com sabor a gasolina). Perto de casa encontrou a sua amiga Táxata e convidou-a para lanchar. De repente, apareceu uma nuvemxata e "desatou" a pachover páxoespuma.

Foi então que o Paxotá e a Táxata

começaram a fugir para uma paxoquinta. Lá, ao abrigarem-se no paxoestábulo encontraram um páxocavalo.

O páxocavalo com olhos abotonados e avermelhados deu um páxocoice aos dois paxohabitantes. Foi com tanta páxoforça que ambos desmaiaram. O páxocavalo ficou tão triste que começou a páxochorar. - Aii!! O que eu páxofiz... - e continuou - Como puderei eu páxocurá-los?? Foi então que se lembrou que tinha uma páxossenha mágica para curá-los do seu paxocoice. A senha mágica foi utilizada e os paxohabitantes ficaram ambos com paxoasas e diz a lenda que ainda hoje voam pelos céus do páxomonte nas noites de Lua páxocheia ajudando todos os necessitados que pratiquem o páxobem.


Texto colectivo feito pela "Turma d'Os Amiguinhos"

sexta-feira, Abril 06, 2007

Na Primavera vejo flores...

Na Primavera vejo flores,
Flores todas coloridas do jardim,
No Jardim há bancos para sentar,
Sentar na areia da praia,
Praia vamos todos brincar,
Brincar vamos todos com os nossos amigos,
Amigos do coração.

Ariani
23/3/07

Na Primavera vejo flores,
As flores são tão bonitas
Tão bonitas que as adoro,
Adoro porque são lindas que nem uma rosa ,
Rosas? Existem muitas...
Muitas rosas e outras flores,
Flores que precisam de ser regadas,
Regadas também são as tulipas,
Tulipas que cheiram bem,
Cheiram bem e que eu trato com delicadeza.

Jéssica M
27-3-07

Na Primavera vejo as flores,
Flores bonitas às cores,
Cores das flores,
Flores cheiram bem,
Bem fazem os meninos,
Meninos que brincam,
Brincam com os amigos.

Iuri Silva
27-3-07

Na Primavera vejo as flores,
As flores são bonitas,
Bonitas também são as árvores,
Árvores que dão O2,
O2 para todos nós,
Nós que não respiramos CO2,
CO2 Que é útil às plantas,
Plantas que transformam CO2 em O2.

LEANDRO
23-3-2007

Na Primavera vejo flores,
Flores bonitas,
Bonitas são as frutas,
Frutas vindas da árvore,
Árvores importantes para todos nós.

Diogo amaro
27-3-2007

Na Primavera vejo as flores,
Flores que cheiram bem,
Bem na Primavera,
Primavera é bonita,
Bonita é a alegria dos meninos,
Meninos que gostam da Primavera,
Primavera que é cheia de Sol,
Sol que sai na Primavera.

Hélder
23-3-07

Na Primavera o Sol brilha,
Briha no céu,
Céu azul do Porto,
Porto tem jogadores,
Jogadores que gostam da Primavera,
Primavera tem flores do coração,
Coração da Primavera,
Primavera é uma estação do ano.

André Alexandre robalo pereira
27-3-07

domingo, Abril 01, 2007

História do dia das mentiras
Um senhor disse:
- Macacos me mordam, se o que eu digo não se passou assim mesmo...
Como não se tinha passado assim, nem tão-pouco mais ou menos, veio um macaco e mordeu-o.
Um outro senhor disse:
- Raios me partam, se não é assim tal como eu conto...
Como não era assim tal como ele contava, nem sequer parecido, veio um raio e partiu-o.
Um terceiro senhor disse:
- Ponho as mãos no fogo como falei toda a verdade...
Como não tinha falado toda a verdade, nem sequer um bocadinho, veio o fogo e queimo-o.
O senhor mordido, o senhor partido e o senhor queimado encontraram-se os três, no mesmo hospital. O médico que os atendeu quis primeiro saber o que se tinha passado. Os senhores contaram e, desta vez, sem tirar nem pôr, contaram a verdade por inteiro.
Logo ali, o que tinha sido mordido sarou da mordidela, o que se tinha partido voltou a ficar inteiro, o que se tinha queimado curou-se da queimadura.
Saíram do hospital muito contentes e nunca mais juraram falso.
Acreditam? Não acreditam?
Pois foi assim tal e qual como eu conto.
Que me caia o tecto em cima, se não é verdade!
Sobre a folha de papel da minha história, começa a cair caliça... E cada vez em maior quantidade... Por que será?


História de: António Torrado